Podcast para a sala de aula: como elaborar?

Publicado por Caroline Dähne em

Sucesso entre estudantes e professores, o Podcast por sua característica prática vem ganhando cada vez mais adeptos no setor educacional.  

Em tempos de Pandemia, eles se tornou um forte aliado principalmente de alunos que estão se preparando para o Enem e Vestibular. Mas, pode também ser um recurso utilizado por professores para avaliar seus alunos ou transmitir seus conteúdos nas aulas remotas.

Postagem do Instagram com o título do texto: podcast para a sala de aula como elaborar?

Mas afinal, o que é um Podcast?

Se você ainda não está familiarizado com o Podcast, de forma resumida ele consiste na transmissão de conteúdo através de áudio, como uma espécie de “programa de rádio” sobre uma temática ou área específica.

Dessa forma, o Podcast é uma mídia de áudio normalmente reproduzida em streaming (transmissão ao vivo pela internet) ou através do download do arquivo.

Porque Podcasts são tão populares?

Certamente a resposta  para essa pergunta é muito simples: pela sua praticidade. Você pode ouví-los em qualquer hora e realizando outras atividades ao mesmo tempo, exemplos: enquanto cozinha, corre na esteira, está no transporte público, dirige para o trabalho, entre várias outras situações cotidianas.

Com o objetivo de compartilhar conteúdo, os podcasts podem ser gravados em diversos formatos que variam de acordo com a área ou público alvo. O que possibilita que existam podcasts mais teóricos e formais, até os mais informais como se fosse uma conversa entre amigos.

Outra coisa que contribui na popularidade dos podcasts é o fato de que ele não consome dados da franquia da internet como os vídeos, por exemplo.

Como elaborar um Podcast?

Assim como vários outros recursos educacionais, para elaborar um Podcast é necessário planejamento! 

Escolha o formato:

Existem vários tipos de podcasts possíveis, escolha o seu à partir dos seus objetivos e público alvo. Não adianta gravar algo super teórico e formal se você pretende que seus alunos consumam o teu material. Lembre-se: a popularidade dos podcasts consiste na sua praticidade! 

Exemplos de formatos: Bate papo; Debates; Mesa redonda; Educativos; Entrevistas; Informativos, entre outros. 

Escolha um nome para o seu Podcast:

Determinando o estilo da gravação, é necessário que você estabeleça sobre o que será o seu Podcast. Exemplo: eu sou professora e quero gravar aulas de História para os meus alunos nesse formato.

Para escolher o nome do meu Podcast, preciso de algo que deixe claro o meu tema, e como o foco são os meus alunos, é importante que eles consigam me identificar por esse nome.

Assim, pensando em um nome curto e que traga uma síntese da minha proposta eu poderia criar algo como “Historiando com a Carol” (História: tema/ Carol: eu). Nessa parte vale deixar a criatividade aflorar mas sem fugir da objetividade e de algo que te diferencie, ou seja a tua marca.

Elabore uma Identidade Visual:

Quando seu Podcast for divulgado nas plataformas de áudio é bacana que ele tenha uma imagem que traga a sua logo. Assim você terá um padrão visual que quando os ouvintes observarem, automaticamente irão associar com a tua marca.

Lembre-se! A imagem e o nome do Podcast, muitas vezes serão o primeiro contato com o público, por isso precisam ser atrativos para que as pessoas sintam vontade de te ouvir!

Dica: Feito isso, antes de sair gravando por aí, crie um roteiro daquilo que deverá ser abordado nos seus episódios.

Planejamento:

Seja um professor gravando um podcast para os alunos, ou os alunos gravando um podcast como trabalho, o primeiro passo é planejar. Para isso você precisa:

Montagem de imagens sobre planejar um Podcast.

Estabelecer o tema:

Não adianta querer fazer um único episódio e explicar a história do mundo em 1 hora. Aliás, esquece isso de podcasts muito longos, as pessoas estão interessadas em conhecimento adquirido de forma prática, por isso estabeleça recortes temáticos.

Exemplo: ao invés de falar sobre todo o processo da Independência do Brasil, que tal dividir o conteúdo e iniciar com os “movimentos que pediam pela emancipação do país” no primeiro episódio?!

Criar o roteiro:

Estabelecido o tema, definido o público alvo e escolhido o formato do podcast, está na hora de iniciar a criação do roteiro.

E não! Você não realizará a leitura integral deste roteiro!

A ideia é ter um rascunho que te dê os direcionamentos dos temas que precisa tratar para que o podcast não fique vago e sem conteúdo com aquela famosa “enrolação”. Por mais que essa linguagem seja mais informal, as pessoas que consomem podcasts certamente querem adquirir algum conhecimento ao final. O roteiro irá te dar o suporte necessário para garantir que a gravação seguirá uma sequência lógica sobre o tema.

Outro fator é que quando o roteiro é lido integralmente isso torna o podcast monótono e não natural. Então, embora tenha um roteiro, utilize-o apenas como um direcionamento.

Elaborando o roteiro:

Para organizar as informações essenciais, minha dica é elaborar em uma folha de rascunho uma lista com os tópicos que precisam ser abordados sobre aquele tema. Para isso será necessário realizar inicialmente uma pesquisa sobre a temática escolhida.

Por mais que você seja professor da área ou o tema seja do teu interesse, é sempre importante relembrarmos os aspectos essenciais, bem como as curiosidades sobre os conteúdos selecionados.

Exemplo de roteiro:

Introdução: Apresentação do Podcast e do(s) apresentador(es): Seja o seu primeiro podcast ou o número 50, é sempre importante rapidamente dizer quem é você (nome, formação, interesses) e qual o objetivo desse Podcast, pensando nos novos ouvintes.

Se você convidou alguém para participar diga quem é a pessoa, qual a formação e a área da atuação dela, e se o convidado possui redes sociais profissionais, já aproveite e as divulgue.

  • Breve introdução ao tema: pense em uma fala inicial que desperte a curiosidade do ouvinte para que ele sinta vontade e interesse de ouvir o episódio completo.
  • Desenvolvimento: Liste os tópicos que serão tratados em ordem de importância:

1. Contexto (o que estava acontecendo antes que colaborou para aquilo?)

2. Sintetize os dados mais importantes sobre o tema em tópicos chave.

3. Coloque uma ordem de temas que serão abordados, seguindo uma ordem cronológica ou lógica.

4. Anote nomes e datas que devam ser mencionadas.

  • Encerramento: Liste os agradecimentos e uma breve fala sobre os próximos conteúdos. Lembre-se de convidar os ouvintes a acompanharem suas outras redes sociais.

No roteiro também é importante inserir onde você pretende inserir algum efeito na hora da edição. Exemplo: Um Podcast sobre a Primeira Guerra Mundial: 

Vinheta padrão do Podcast- Apresentação do locutor e do tema – Trecho de música de um filme que faz referência à esse tema.

Introdução ao contexto- efeito sonoro de “sons de batalha”- Rivalidade Imperialista.

Frase de impacto sobre o estopim da guerra- pausa rápida para que o ouvinte pense sobre o assunto- resposta do questionamento feito na frase…

Equipamentos necessários para gravar um Podcast:

Está pensando em gravar um podcast? Você pode adaptar os equipamentos que tem disponíveis em casa, mas algumas coisas contribuem para que o resultado da gravação seja ainda melhor, são eles:

  • Computador ou celular.
  • Microfone: não há a necessidade de gastar dinheiro exclusivamente para isso quando você está iniciando gravações em formato de Podcast. Se você tem aqueles microfones que são fixos no fone de ouvido já fará bastante diferença em relação ao áudio gravado diretamente pelo celular ou computador.

Dica para que tem um Headset (fone de ouvido acoplado com um microfone): posicione o microfone acima ou abaixo da altura da boca, isso minimizará os ruídos.  

  • Acesso à internet: será necessário tanto para realizar a edição da gravação, quanto para disponibilizá-la nas plataformas de streaming. 
  • Lugar silencioso: Como dito anteriormente, isso contribuirá para a qualidade do áudio. 

Gravação

Para realizar a gravação do seu podcast não é necessário ter equipamentos de última geração, mas é necessário tomar alguns cuidados:

– procure um lugar na tua casa em que a acústica seja melhor e observe quais os horários que tem menos barulho na vizinhança. Outra dica é sempre fechar as janelas, isso reduzirá os ruídos e contribuirá na gravação.

– Com o roteiro em mãos treine a pronúncia das palavras difíceis (nomes de autores ou lugares, conceitos em outros idiomas, entre outros).

– Cuidado com a oralidade, principalmente se você é professor e está fazendo uma gravação mais formal, evite o uso de gírias e certifique-se de que está pronunciando corretamente as palavras e os seus plurais.

– Tenha cuidados com a voz. Quem é professor sabe que normalmente as fonoaudiólogas sempre nos ensinam exercícios e técnicas para manter a saúde da nossa voz. Pode parecer exagero, mas descansar a voz no dia anterior à gravação, tomar água em temperatura ambiente e realizar um aquecimento vocal colaboram para uma dicção mais clara na hora da gravação do seu podcast.

Programas para a gravação:

Existem diversas opções de programas para realizar a gravação do seu podcast (inclusive vários que são gratuitos), neles você pode editar o seu arquivo sonoro, acrescentar efeitos e melhorar a qualidade do áudio.

Montagem com a logo de programas para a gravação de Podcasts.

Audacity:

Ele pode ser utilizado desde para a gravação, quanto para a edição e exportar para os aplicativos de reprodução de podcasts. A vantagem do Audacity é que ele é gratuito e pode ser acessado de forma online ou realizar o seu download, além de ser um software de áudio fácil de utilizar.

Mp3 Skype Recorder:

Ele é ótimo para gravar Podcasts de entrevistas ou mesas redondas, já que cria um arquivo de áudio à partir de conversas realizadas pelo Skype.

https://mp3skyperecorder.com/

Spreaker Studio:

Vai gravar seu podcast pelo celular? O Spreaker Studio é um aplicativo gratuito, disponível tanto para Android quanto para iOS, que permite a gravação, edição e distribuição do arquivo de áudio. 

https://www.spreaker.com/download

Edição:

Se você é um iniciante no mundo dos Podcasts, a dica é sempre procurar uma melhor qualidade no áudio. Fuja da vontade de realizar milhares de edições e inserção de efeitos sonoros. No início, mais vale a simplicidade aliada à qualidade do conteúdo.

Então, as dicas são: utilizar as ferramentas disponíveis no software escolhido para a gravação e procurar primeiramente reduzir os ruídos e aumentar o som da gravação.

Sempre é importante guardar um backup da gravação original, assim você garantirá a possibilidade de reeditar, caso não goste do resultado final da tua gravação editada.

Agregador:

Antes de disponibilizar o seu podcast é necessário que você encontre um site onde o arquivo de áudio ficará hospedado e que irá gerar o Feed RSS que será utilizado pela plataforma de streaming para reproduzir este áudio.

Esses hospedeiros, irão guardar o arquivo do teu áudio e gerar um link que será agregado à plataforma de reprodução. Mas afinal, porque isso é necessário?

O Feed RSS é uma tecnologia que permite que o usuário acompanhe as novidades produzidas pelo menos canal ou site. Assim, você cria uma espécie de “assinatura” e, toda vez que criar um novo conteúdo, ele ficará vinculado ao anterior e será divulgado para o seu público cadastrado. 

Assim, para quem busca criar podcasts essa tecnologia contribui no engajamento do público ao seu material. Já que as pessoas não precisarão ficar buscando pelo seu conteúdo, ele chegará automaticamente à esses ouvintes.

Anchor

O Anchor é uma plataforma vinculada ao Spotify, na qual, gratuitamente você pode gravar, editar e hospedar o seu podcast para depois cadastrá-lo na plataforma de streaming. Além disso, com o tempo e engajamento, o Anchor te ajuda a monetizar seu podcast, ou seja, ser pago pelo conteúdo que você produz. 

https://anchor.fm/

Publicação:

Podcast gravado e editado, agora é hora de divulgá-lo para o público. Existem diversas possibilidades de divulgação, desde enviar em grupos no Whatsapp até disponibilizá-los nas plataformas de streaming.

Montagem com as logos de duas plataformas de Streaming: Spotify e Deezer.

Spotify: 

Uma das plataformas mais famosas e utilizadas, o Spotify permite a divulgação gratuitamente dos seus arquivos de áudio. Para isso, é necessário que você se cadastre na plataforma (seja via celular ou computador) criando um login e senha de acesso. 

Em seguida, acesse a parte de “inscrição de podcasts”, leia e concorde com os termos de utilização, preencha as informações solicitadas e através de um agregador envie o arquivo do seu podcast.

https://www.spotify.com/br/

Dezzer:

Outra plataforma de músicas famosa e que permite a reprodução de podcasts é o Dezzer. Nele, você pode, através de um agregador, incluir o link do seu arquivo e disponibilizar seu podcast para o público.

https://www.deezer.com/br/

Podcast como recurso didático:

Para alunos:

Os Podcasts, pela sua característica de “escutá-los sob demanda”, permitem uma praticidade na hora de retomar algum conteúdo trabalhado em sala de aula ou até mesmo de conhecer curiosidades sobre as temáticas estudadas. 

Dica: utilize podcasts produzidos por professores ou profissionais da área como forma de revisão dos conteúdos que o teu professor abordou em sala de aula (remota ou presencial).

Para professores:

Pela característica de arquivo de áudio, os podcasts são mais práticos de gravar do que vídeos, basta utilizar aplicativos gratuitos que te ajudam com a edição e organizar um roteiro.

Dica: utilize podcasts como recurso complementar com seus alunos, não só para transmitir conteúdos, como também como ferramenta de avaliação. Solicite que eles criem seus próprios áudios à partir do conteúdo estudado (pode ser uma boa substituição aos tradicionais seminários realizados nas aulas presenciais). Nesse caso, não há a necessidade de hospedagem em um agregador e disponibilização em uma plataforma de áudio. Os alunos podem apenas gravar o arquivo de áudio no formato de Podcast e entregá-lo. 

Utilizou alguma das nossas dicas e gravou seu podcast?

Conte para nós aqui nos comentários e deixe o link para ouvirmos também 😉


Caroline Dähne

Mestre em História, Cultura e Identidades e graduada em Licenciatura em História pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Desenvolve pesquisas relacionadas a Segunda Guerra Mundial, Discursos jornalísticos, Patriotismo e Nacionalismo, Imprensa brasileira e Propagandas de guerra. Atualmente atua como professora de História na rede particular de ensino na cidade de Curitiba-PR.

2 comentários

MARINES PEREIRA CARDOSO · 02/10/2020 às 17:18

Eu sou professora de Língua Portuguesa e gostaria muito de produzir um podcast mas tenho vergonha . Primeiro porque acho minha voz feia e segundo ´que fico muita nervosa na hora de gravar. Mas depois dessas orientações estou pensando seriamente e gravar.

    Caroline Dähne · 06/10/2020 às 10:48

    Olá Marines, fico feliz que o texto possa contribuir com as suas gravações. No começo é complicado mesmo, mas assim que criamos o hábito começamos a ver que fica bacana, além de ser um ótima ferramenta para alcançar os alunos 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *