Professor iniciante: dicas para o Ensino Fundamental

Publicado por Jessica Leme em

Um dia um professor na universidade questionou minha turma,

” Quando vocês se perceberam professores?”

Lembro me até hoje da resposta de um amigo,

“Quando fui chamado por uma criança, de professor”

É uma resposta tão simples, mas que trás profundidade na sua análise, nos tornamos professores quando nossos alunos nos vêem assim. Certamente, nesse caminho existe muito estudo, dedicação, nervosismo, horas de treino, planos de aula sem sentido, dificuldades em várias áreas de nosso conteúdo.

Nesse sentido, na semana do professor, nós do Nas tramas de Clio, vamos dedicar postagens que possam ajudar nossos colegas de sala de aula a se organizarem ou a terem novas ideias de como lidar com o dia a dia com menor desgaste emocional e físico.

Não existe aqui pretensão de ditar regras, nem acreditamos que nossos direcionamentos irão funcionar com todos, mas pretendemos compartilhar nossas ações que deram certo!

Nesse texto trago minhas ações voltadas principalmente às turmas de Ensino Fundamental, da qual trabalho anualmente a quase 10 anos. E claro um panorama geral de como conduzo meu dia a dia em sala de aula.

Pos para o instagram com o título do texto: Professor Iniciante.

Primeiro Momento: Preconceito

Nos primeiros dias de aula é natural um estranhamento entre professores e alunos, mas nós, enquanto profissionais devemos fazer uma leitura do público ao qual estamos trabalhando e assim nos prepararmos.

Educação Pública versus Privada

Nesse sentido, não concordo com o discurso que as escolas públicas mereçam aulas menos complexas ou elaboradas, já construindo um preconceito com seus alunos.

Cada escola tem seu perfil, assim como cada turma trás suas especifidades, como professor não é nosso papel propagar e contribuir para a permanência de preconceitos.

Segundo momento:

teoria e prática

Certamente é comum em salas de professores ouvirmos de vários colegas que a teoria ensinada durante a Universidade de nada lhe serve dentro de uma sala de aula.

Discordo totalmente.

A teoria é fundamental para a prática, um bom professor trás consigo uma bagagem teórica sólida. Uma boa prática não ocorre sem esse alicerce, então se você não se sente preparado para determinados assuntos a serem ensinados se dedique a eles.

Estude!

Terceiro Momento:

Disciplina

A disciplina é uma ferida nas escolas brasileiras, seja nas públicas ou nas particulares a realidade é a mesma, com ou maior intensidade.

No ensino fundamental ela se caracteriza principalmente pela hiperatividade dos alunos, excesso de conversas, falta de atenção, entre outras ações.

Nesse sentido, cada professor com o passar do tempo vai criando suas fórmulas para lidar com o problema, sempre entendendo que cada sala é uma sala.

Porém, um professor com :

  • aula planejada
  • com conteúdo diversificado
  • com segurança acerca daquilo que está ensinando
  • organização pessoal (estipular datas de avaliações, etc)
  • organização de seu material (seja quadro negro ou materiais diversos).

Esse professor demonstra aos seus alunos vários aspectos, tais como, profissionalismo (coisa que para as crianças as vezes fica complicado separar o professor do amigo).

Demonstra a importância daquilo que está sendo ensinado. Motivando o aluno a aprender.

Mostra aos alunos o interesse do próprio professor pelo seu trabalho ( professores desmotivados transferem esse sentimento à seus alunos).

Embates nem sempre funcionam

Existem professores obviamente de várias personalidades e alguns seguem maneiras mais tradicionais de disciplina, não há nada de errado nisso.

Porém, vale lembrar que no atual momento, talvez seja necessário olharmos para fora da escola e analisarmos a sociedade que está frequentando nossas salas de aula.

Nossas crianças de hoje, não conseguem de fato permanecer muito tempo em atividades monótonas e das quais não lhe demonstrem sentido ou importância, isso gera indisciplina.

Quarto Momento:

Certamente quando se trata de Ensino Fundamental o muito nunca é muito. Sempre é necessário prepararmos nosso material para as aulas, um professor despreparado numa sala de sexto ano sairá de lá traumatizado.

Na minha prática costumo usar muito mapas mentais, que são recursos rápidos, coloridos e dinâmicos. As crianças assimilam melhor e a possibilidade de uma explicação mais dinâmica acontece.

Nesse sentido exercícios, tarefas diversas, são extremamente necessárias em turmas do ensino fundamental. A disciplina de História proporciona que o leque de atividades seja sempre alternado.

Exemplos:

  • cruzadinhas
  • caça palavras
  • infográficos
  • lapbook
  • jogos
  • quadros informativos
  • tabelas
  • desenhos
  • análise de músicas
  • análise de imagens
  • literatura
  • leitura em grupo

Quanto menos tempo ocioso seu aluno tiver, menos indisciplina haverá em sua sala de aula.

Professor iniciante: Use tecnologia!

Ainda existem professores que se negam a introduzir a tecnologia no dia a dia de suas aulas. Não dá mais!

Nossa geração de alunos já é familiarizada com a tecnologia e podem inclusive tomar a frente para desenvolver conteúdos através dela.

Quinto Momento: A figura do professor

Imagem Profissional

Sim, como você se veste e se porta em sala de aula faz toda a diferença.

Parece futilidade, mas na minha prática percebo que o professor que trás consigo a postura de sempre estar vestido de maneira assídua, com aspecto saudável e discreto favorece o respeito e aprendizado.

Quando estamos na Universidade e somos alertados desses detalhes nem sempre damos a real importância. Talvez por nossa profissão ser algo tão próximo do outro tendemos a esquecer que no nosso ambiente de trabalho algumas normas sociais podem nos ajudar.

Desse modo, algumas escolas exigem uniformes ou mesmo os jalecos, porém, nas quais a vestimenta do professor é livre é importante que a liberdade não ultrapasse o bom senso.

Lembre se, ensinar requer muita movimentação, roupas apertadas, sapatos desconfortáveis não iriam te auxiliar num longo dia de aula. E em se tratando de alunos adolescentes poderá gerar indisciplina.

Vocabulário do Professor iniciante

Palavrões são desnecessários, as vezes podem ocorrer durante uma discussão, porém importante evitá-los principalmente nas turmas menores.

Certamente também é importante que o professor direcione sua fala a faixa etária a qual está lecionando. Falas muito complexas com o sexto vai gerar falta de atenção e nenhum aprendizado. Relacione o conteúdo com o cotidiano do aluno.

Sexto Momento:

Essa regra sempre será geral, seja para qualquer profissional, mas principalmente para o professor.

Cursos de extensão, pós graduações, ou apenas uma leitura nova. Cada novo conhecimento gerará frutos no seu dia a dia de trabalho.

Ser professor:

Só quem é professor sabe o que é conseguir dominar crianças e adolescentes e ainda tentar despertar neles o interesse por aquilo que estamos ensinando.

Espero que as ideias possam ajudar aqueles que estão começando.

Para aqueles que já estão no mar da educação a anos como eu, que possamos no dia do professor resgatar aquele desejo inicial de lecionar apesar de tudo.

Que possamos defender nossa classe dos preconceitos, das piadas, e do desdém daqueles que não sabem a emoção que é ver uma criança atenta aquilo que você ensina, que não sabem o que é ouvir de um jovem que quer ser como você quando crescer.

Só nossa profissão nos proporciona momentos assim.

Ser professor não é missão, é decisão racional, mas que trás muita emoção no caminho.


Jessica Leme

Professora Mestre em História Cultural e Graduada em História Licenciatura na Universidade Estadual de Ponta Grossa. Pesquisa História e Fotografia; Nova História Política; Atualmente leciona na Rede Pública do Estado de São Paulo.

5 comentários

mauro · 14/10/2019 às 19:12

Parabéns pelas dicas.

    Jessica Leme · 23/10/2019 às 15:08

    Obrigada Mauro!

      André · 28/01/2020 às 13:24

      Obrigado pelas dicas professora Jessica, bem objetiva.

João Carlos · 22/02/2020 às 23:03

Ótimas dicas prof! Vai me ajudar muito. Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *